"Ora, a leveza não é a simplificação, nem o reducionismo, mas o bom voo que nos permite ver mais longe." Ítalo Calvino

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Antigos escritos - 3


Texto de 28/12/2009



CIÊNCIA MAIS DEMOCRÁTICA

A construção do saber acompanha o ser humano desde os seus primórdios, antes mesmo que houvesse a consciência desse fenômeno. As inovações e tecnologias fazem parte, inclusive, do que se conhece por cultura de um povo. É impossível dissociar as práticas e costumes de uma sociedade do conhecimento construído por ela nesses processos.
No entanto, o acesso à ciência já foi, em diversas épocas, censurado por interesses distintos. A Idade Média com suas fogueiras e as ditaduras em vários locais do mundo durante o século XX são exemplos clássicos da barreira criada ao conhecimento. Essas situações foram, reconhecidamente, atrasos para a população que esteve submetida a elas. A falta de contato com a informação, seja ela de qualquer área do saber, resultou em gerações de alienados que ficaram impossibilitados de serem instrumentos de crescimento científico de seus países.
Hoje, com o advento da internet e a facilidade de comunicação, é fundamental que haja, por parte dos cientistas, divulgação de seus trabalhos e providências para que o acesso a essas informações seja irrestrito. A continuidade e a perpetuação do pensamento científico depende, sobretudo, do interesse dos jovens, que para ser despertado demanda contato com o meio acadêmico. Afinal, de que serviria a ciência se fosse exclusividade dos laboratórios? Qual seria seu propósito além de contribuir para o progresso da humanidade e de sua educação?



:)

Nenhum comentário:

Postar um comentário