"Ora, a leveza não é a simplificação, nem o reducionismo, mas o bom voo que nos permite ver mais longe." Ítalo Calvino

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Antigos escritos - 4

Estou muito atarefada ultimamente, então postarei um texto mais antigo, que é mais rápido transcrever do que criar. Este vou postar motivada pela adoção do ENEM pela UFMG como primeira etapa do Vestibular, o que eu considero um erro. (Mas isso é outro assunto).
Este texto que posto agora foi escrito em 14 de dezembro de 2009, acredito eu, mês mais produtivo da minha vida literária! rs
Eis:


A SORTE ESTÁ LANÇADA

A implantação do novo ENEM a partir desse ano reanimou a discussão sobre o vestibular, tema tão polêmico no país. As mudanças de avaliação, ainda que teóricas, suscitaram ideias sobre o possível fim do vestibular, na minha visão, impossível. Enquanto houver mais candidatos do que vagas, haverá seleção dos mais "preparados".

Foi pensando na eterna injustiça dos diversos meios de filtração que cheguei à conclusão de que a entrada na universidade tem que ser feita de outro modo. Sugiro sorteio. Embora pareça um método pouco válido,não é. A sorte é igual para todos e probabilidade é uma questão de acaso. Após cumprir uma série rígida de pré-requisitos, as pessoas poderiam se candidatar para o sorteio.

Já antecipando os contra-argumentos, não acredito no fim da meritocracia. Ela apenas seria adiada para o curso superior, e as pessoas provariam sua capacidade estando no meio acadêmico. Quanto à heterogeneidade de níveis de conhecimento das pessoas que entrassem, o problema seria resolvido nos primeiros anos do curso. Não há nada que um bom ciclo básico não nivele.

E, em último caso, se não for sorteado em cinco anos, o candidato é posto para dentro.
Talvez seja mais justo.




~*

Nenhum comentário:

Postar um comentário