"Ora, a leveza não é a simplificação, nem o reducionismo, mas o bom voo que nos permite ver mais longe." Ítalo Calvino

terça-feira, 29 de março de 2011

Sobre o BBB...

(Já digo a quem não gosta de Big Brother, não leia!)

Todos os anos prometo a mim mesma não assistir o Big Brother. Não por não gostar do programa, eu amo! Porém, assistir se torna uma prisão... me envolvo com os participantes, torço, voto, sofro, e, no final, quem eu gosto nunca ganha. Nesta edição, porém, as coisas mudaram. Apesar de as minhas preferências não estarem na final, o programa foi delas. Protagonizaram as cenas mais amáveis, engraçadas e sinceras. Me divertiram em todas as festas, me emocionaram, me fizeram comprar briga por elas, me encantaram em todos os sentidos! De quem eu falo? Obviamente, Diana Balsini e Natália Castro.

Vou explicar como surgiu essa preferência:
Antes mesmo de o programa começar, nas chamadas, Diana me chamou a atenção por ser o tipo de mulher que me salta aos olhos: independente e maluquinha. Natália, por ser mineira, como eu, e por ser o tipo de mulher que admiro e tento ser: independente, forte e segura. Começado o programa, confesso que logo passei a ter um pouco de preguiça da Diana. As edições a mostravam como a mulher moderna clichê, a que tenta fugir dos padrões. E quanto a Natália, nem pude formar opinião. Só ganhou espaço na edição quando começou a vencer as provas. A primeira semana acabou e eu comecei a assistir o programa além das edições, no pay-per-view. E foi aí que tive a melhor surpresa. De um lado, Diana, segura, engraçada, não se importando com o resto do mundo, e ao mesmo tempo, tão acessível, próxima de quem ela gostava. Uma mistura à princípio impossível, inusitada: um mulherão, uma moleca, um doce de pessoa. De outro lado, Natália, mostrando sua armadura, sua força física e sua sensibilidade incomparável. Como li por aí, um tanque de guerra com o interior todo cor de rosa.

E o tempo passou. Minhas duas participantes preferidas se unindo, pra minha alegria. Duas virginianas sensacionais, me dando a alegria de assistir ao programa, que tinha tudo pra ser a pior edição de todas. Começaram os boatos. Seria um casal se formando? Ou apenas uma amizade colorida? As especulações foram muitas, e se estendem até hoje. Eu mesma cheguei a acreditar num romance entre elas. O que ficou muito claro depois foi que, independentemente do que sintam uma pela outra, é sincero. E é isso que valeu à pena cada dia assistido do programa. A primeira relação sincera da edição, uma das poucas da história do programa. A intimidade que tinham entre si transpôs a tela da televisão. Nós, que assistíamos e gostávamos das duas, começamos a nos sentir próximas e íntimas. Nos demos o direito de criticar, elogiar, opinar, interferir. Quantas noites mal dormidas esperando que algo de novo acontecesse em alguma festa? Quantas dores depois de passar uma noite inteira votando pra que elas permanecessem na casa?

E aí, o dia mais triste de todos chegou. Natália eliminada. Um pouco aliviada por vê-la longe do ninho de cobras que teimava em denegrir a imagem dela, um pouco triste por ver o sonho de ser vencedora acabando, um pouco solidarizada com a dor da Diana em ficar sozinha. Uma hora depois, estava Natália no twitter, sendo extremamente receptiva e simpática! Começou aí a relação próxima que ela tem com os fãs. Culminou com o encontro que promoveu em BH, em que nos recebeu maravilhosamente bem, como se fossemos todos amigos. A simpatia em pessoa, Natália mostrou que, ao vivo, é ainda mais linda, educada, sincera, inteligente.

Enquanto isso, na casa, Diana abriu os olhos para o jogo. Deixando um pouco de lado o “Maravilhoso mundo de Didi”, ficou esperta em relação às pessoas e, mostrando seu caráter firme mais uma vez, não mudou seu comportamento por isso. Se manteve fiel ao que é, estando apenas mais alerta ao que acontecia ao seu redor. Visivelmente sentido a falta de Natália todos os dias, Diana foi avançando no jogo, eliminando os favoritos com quem disputava paredões. E conquistando uma torcida gigantesca.
Entretanto, o dia que ninguém queria chegou. Eliminada da casa em um paredão contra Wesley e Maria (mais um casal montado), Diana reencontrou com Natália no chat pós-paredão. O carinho do reencontro, exibido ao vivo, comoveu todos. Ali se confirmou. O sentimento sincero que apresentavam na casa sobreviveu à distância por um mês e deve se concretizar no mundo real.

O que levarei de Diana e Natália, como participantes do BBB? Muita coisa...
Diana, um caráter inviolável, com suas próprias noções de mundo, suas concepções particulares, seu senso de humor fino e sofisticado, sua beleza incontestável e exótica, sua desorientação encantadora. Irrita os homens que não são suficientes pra ela, irrita as mulheres inseguras, irrita as mulheres invejosas, irrita os que tentam guardar os estúpidos conceitos de bons costumes. Encanta qualquer pessoa que a veja com olhos puros, sem filtros. Apaixona qualquer um que a veja por mais de um dia.
Natália, outra firmeza de caráter impressionante, segurança e maturidade em lidar com as inseguranças, sensibilidade, coragem e humor. Uma beleza de mulher, um sorriso de menina e uns olhos brilhantes de pessoa sonhadora. Irrita os homens que não são fortes como ela, irrita os homens que não recebem idolatria dela. Irrita as mulheres fracas e submissas. Irrita quem a vê como uma autoritária. Encanta qualquer pessoa que tenha a noção de ver além dos esteriótipos. Encanta qualquer pessoa que saiba ver a riqueza de ter sensibilidade e força ao mesmo tempo. Apaixona qualquer um que aprecie uma mulher de verdade.

À princípio, na dupla, Natália seria o pé no chão e Diana o sonho. Mas construíram uma relação ainda mais interessante. As duas têm um único pesinho. Se revezam em segurá-lo. Quando Diana sonha, Natália se faz pé no chão, segurando o peso das duas. Natália, quando ousa sair da sua pose de mulher firme e nos encanta com sua leveza de pensamento, passa o peso pra Diana, que, sendo a mulher que é, agüenta e se faz a segurança da vez. É muito bom saber que, além de torcer para a Diana e torcer para a Natália, pude torcer para as duas como dupla, se equilibrando sempre. E o melhor: levarão a relação para fora da casa vigiada. Sendo assim, a torcida continua. Pela felicidade e sucesso das duas, sempre.

Batman e Robin já foram uma dupla interessante. Depois de Diana Balsini e Natália Castro, não vejo graça nenhuma.

32 comentários:

  1. Adorei o post!
    É impressionante como todas as pessoas q se apaixonaram pelas duas tem a opinião bem parecida.

    DNA
    Diana Natália always

    ResponderExcluir
  2. parabéns... falou tudo

    ResponderExcluir
  3. Muito prabéns pelas palavras, mas uma vez fica claro que a verdadeira amizade ultrapassa a barreira do preconceito e cativa os sensíveis.

    ResponderExcluir
  4. Putz...disse tudo! Tb as vejo dessa mesma forma, por isso temos ídolos em comum!
    Texto maravilhoso, parabéns!!

    ResponderExcluir
  5. É....

    A grande blogueira de Minas Gerais...está conhecendo a fama!!!

    O texto está fodérrimo!

    E agora...vc poderá babar pelas estatísticas!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Rê! Assim você mata esta "grande blogueira de MG" aqui! hahaha
    Fodérrima é você! E as estatísticas...
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. ADOREI E SO POSSO DIZER SA DOAS MARAVILHOSAS PARABENS.

    ResponderExcluir
  8. Post Maravilhoso, falou td e um pouco mais sobre essas duas mulheres incríveis!! Parabéns, concordo em gênero, número e grau!!! Na minha opinião uma das únicas relação verdadeira em um BBB!!

    ResponderExcluir
  9. adorei constance.. arrasou, essas duas sempre vão arrasar pra mim, amo demais

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Amei , p mim quem nao se apaixounou pelas duas ou nao acistiu os capitulos da novela diana e natalia ou é plenamente desenformado do mundo atual kkkkkk, vc disse tudo elas sao de mais amu muito elas...

    ass: camila tessaro :tt @loucos_porNatC , @SrTa_caah

    ResponderExcluir
  12. Uou! Que texto! Escreveu muito bem. E juro, não saberia usar as palavras tão bem para descreve-las separada e unidas, dentro e fora da casa. Parabéns pela escrita.

    ResponderExcluir
  13. lindo textoo , amo MUITO as duas ...
    ah! e constance , lá da comu ,nunca soube de seus "dotes" de escritora..
    parabééns.

    ResponderExcluir
  14. As opiniões sobre a Natalia e a Diana são parecidas porque a personalidade forte das duas não deixam dúvidas no ar, todos têm certeza de quem elas são e como elas agiram no programa e fora dele!

    Obs: Adorei o blog, parabéns! (^_^)

    ResponderExcluir
  15. Constance, filhinha...aqui é a mamãe...
    Agora vejo que todas as vezes que vc matou aula valeram a pena...

    Sucesso, filhinha...fiz toddynho pra vc...deixei no congelador pra ficar sorvete de Toddy, do jeito que vc gosta!

    Beijo,
    Mamãe.

    ResponderExcluir
  16. Renata, MAMÃE! Deixa de ser boba! E eu não gosto de toddynho, minha mãe sabe disso! hahahaha Vc me mata de rir!

    ResponderExcluir
  17. Que lindo amei!!!! é tudo que penso sobre elas...parabéns

    Rita de Cássia

    ResponderExcluir
  18. Liindoooo . choreeeii

    ResponderExcluir
  19. Muito bom! Tudo o que eu penso está transcirto neste texto. Parabéns, queria eu ter este dom de colocar em palavras tudo aquilo que DIANA e NATÁLIA representaram pra mim no BBB e na vida!

    ResponderExcluir
  20. Adorei o seu texto, fantástica a maneira como você discreve estas duas meninas lindas e iluminadas.

    ResponderExcluir
  21. Maravilhoso o post, nossa é séeerio! nunca vi um post tão bom na vida, disse tudo!
    Amo muito as duas tbm , mas não conheço nenhuma das duas ao vivo :C
    Beijos :**

    ResponderExcluir
  22. Lindo post, parabéns! É muito bom saber que Diana e Natália estão cada vez mais juntas e que a mazd é sicera, quando as duas estão juntas é impossível ficar séria, Diana tá cada indireta e Natália aceita tudo sempre rindo da amiga, é lindo saber que as duas se gostam, que ambas necessitam dessa proximidade uma da outra. To torcendo muito pra elas enxergarem o que todos já sabem, que uma completa a outra em tudo, no AMOR, na AMIZADE, na VIDA.

    ResponderExcluir
  23. Pensei em fazer uma matéria sobre as duas. Sou jornalista, e achei que pela historia de vida das duas principalmente dentro do BBB isto teria que ter um registro fenomenal. Para minha surpresa não é necessário escrevê-lo, você já o fez. Parabéns você. Parabéns Diana e Nathy.

    ResponderExcluir
  24. Nossa q perfeito.
    Batman e Robin já foram uma dupla interessante. Depois de Diana Balsini e Natália Castro, não vejo graça nenhuma.

    Adoorei *--*

    ResponderExcluir
  25. Meu tu escreve muito bem,e eu concordo com tudo q vc disse,a Nat e a Diana no encanta cada uma com suas persolidades,eu tbm estava no encontro de Bh,e conhecendo a Nat pessoalmente me encantei mais ainda com essa pessoa extraodinaria

    ResponderExcluir
  26. Sobre a foto à direita, quem senão Vinicius, o autor do verso que Diana atribuiu a Carlos Drummond:

    Que me perdoem as feias....

    ResponderExcluir
  27. Arrasou, Constance! =)

    ResponderExcluir
  28. Sensacional!! Amei, . . G_G

    ResponderExcluir
  29. Constance,
    Eu não preciso dizer o quanto eu te admiro! Suas palavras são tão "reais" e cheias de sentimento me comovem.
    Parabéns, linda, mais uma vez!
    Você merece todo sucesso do mundo!
    Beijos
    Yas

    ResponderExcluir
  30. Quase chorei lendo este texto,não importa se é uma amizade colorida ou não,o importante é o sentimento forte que as uni.

    ResponderExcluir